by Mario Bauer

quinta-feira

E aí? Achou que o Spyker foi o primeiro Formula 1 de cor laranja? Que nada. O conde holandês Carel Godin de Beaufort, que faria 74 anos hoje, mandava pintar todos os carros da Ecurie Maarsbergen, a equipe que formou com a irmã Cornelie, nas cores nacionais da Holanda. Inclusive este Porsche 718/2 com o chassi numero 201, o carro que comprou de Rob Walker, no qual participou em 57 Grandes Prêmios e acabou sofrendo um grave acidente na véspera do GP da Alemanha de 1964 no Nürburgring. Os destroços retornaram para Maarsbergen e o carro, completamente restaurado, acabou sendo emprestado primeiro ao museu de Driebergen na Holanda. Mais tarde a família de Beaufort resolveu expor o 718 no Nationaal Automobiel Museum – o museu nacional também conhecido como Louwman Collection.

*

10/4/1934 Carel Pieter Antoni Jan Hubertus Godin de Beaufort nasce em Maarsbergen na Holanda.

Um nobre holandês, filho de um Conde, fundou a Ecurie Maasbergen com a irmã Cornelie para se divertir como piloto amado ao volante de carros da Porsche. De GTs a esportivos, Formula 2 e até o modelo 718/2 de Formula 1, Carel adquiria tudo que a marca de Stuttgart colocava nas pistas e pintava na cor laranja, visual da época do seu país no automobilismo internacional.

A partir de 1962 consegue com o seu Porsche na Formula 1 o 6º lugar em Zandvoort e em Rouen, em 1963 conquista mesmo resultado em Spa-Francochamps e em Watkins Glen. Em 1964 a brincadeira virou u comprometimento mais sério, trabalhou em cima do seu preparo físico para ver se conseguia assim andar junto com os ponteiros. Mas na classificação para o GP da Alemanha saiu da pista na altura do Bergwerk, o Porsche 718/2 bateu empinado numa árvore ejetando o piloto. Foi resgatado com um grave traumatismo craniano e torácico e faleceu no dia seguinte em um hospital de Düsseldorf em conseqüência aos graves ferimentos.

Nasceu: 10 de april de 1934 em Maarsbergen na Holanda;
Faleceu: 3 de agosto de 1964 em Düsseldorf na Alemanha aos 30 anos.

*

Mike Hawthorn, 1958 10/14/1929, John Michael Hawthorn, nasce em Mexborough na Inglaterra.

Mike Hawthorn tinha toda a habilidade para desafiar qualquer piloto na Formula 1, mas lhe faltava consistência em suas performances. Seu estado de saúde, pois sofria de problemas com os rins, podem até explicar estas variações de desempenho nas pistas. No auge de sua carreira virou figura trágica, pois as suas maiores conquistas eram assombradas por tragédias. Hawthorn venceu as 24 horas de Le Mans em 1957, mas uma das suas entrada nos boxes deu também inicio uma reação em cadeia que resultou na tragédia que matou Pierre Levegh e dezenas de espectadores. No ano seguinte, à caminho do tão sonhado titulo de campeão mundial, sofreu com o acidente fatal do colega de equipe e grande amigo Peter Collins no GP da Alemanha e após conquistar o titulo anunciou a sua aposentadoria das pistas. Mas ainda antes de poder dar inicio a uma carreira promissora no mundo dos negócios, Hawthorn sofreu um acidente de transito fatal no inicio de 1959.

Nasceu: 10 de abril de 1929 em Mexborough na Inglaterra.
Faleceu: 22 de janeiro de 1959 em Guildford na Inglaterra aos 29 anos.

Anuncios

Responder

Por favor, inicia sesión con uno de estos métodos para publicar tu comentario:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s